Sites Institucionais, Hospedagem de Sites, Lojas Virtuais e Delivery para negócios de comida

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES E NOTÍCIAS DA CONTABILIDADE.

ASSINE NOSSO NEWSLETTER
INNETCONTABILIDADE - O SEU ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE EM SOROCABA



Saiba como sua empresa pode vencer a covid-19

Saiba como sua empresa pode vencer a covid-19
04/06/2020 por Cintia Vieira


Com planejamento e criatividade é possível enfrentar o momento delicado na economia causado pela Covid-19


As mudanças nos hábitos de consumo dos clientes e nas formas de produção gerados pelo distanciamento social impulsionaram uma reinvenção que certamente não estava no planejamento de ninguém. É fato que vulnerabilidade de micro e pequenas empresas foi exposta diante da pandemia causada pela Covid-19, mas também mostrou o quanto elas podem ser grandes. Sua cadeia de negócios foi impactada? Aprenda a tomar decisões e pensar estrategicamente mesmo nas adversidades. 


Seja nos noticiários da televisão, pelos portais online ou mídias sociais somos impactados pelos reflexos negativos que a Covid-19 tem causado. E a luta pela sobrevivência também atinge micro e pequenas empresas. Segundo números do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) os pequenos negócios respondem por 98% das empresas no Brasil, por metade dos empregos gerados e quase 40% do total de salários pagos. 


Cadê meus clientes? 

Seus clientes estão em casa e continuam consumindo, assim como você. A diferença é que agora os serviços online com delivery ganharam ainda mais força. Não é só comodidade, é uma necessidade. 

Se o serviço que você presta não é essencial e, por isso, deve ficar de portas fechadas, invista ainda mais no relacionamento com o cliente online. Proprietários de lojas de roupas, calçados e acessórios, podem continuar produzindo algumas fotos em casa e postando. É o momento também para reativar clientes antigos. Aproveite o tempo disponível para estreitar esse contato a distância. 


Atualize as informações em suas páginas como Facebook e Instagram, especificando horário de atendimento (mesmo que seja online), valores dos produtos e número do WhatsApp. Organização é essencial. 

Bares e restaurantes apostam em entregas para driblar a situação e alguns chegaram inclusive a montar cardápios exclusivos que atendam a essa demanda. A crise exige uma reformulação no que foi feito até agora. O que você poderia fazer de diferente em seu negócio para ganhar mais mercado? Estude a concorrência, a viabilidade e, se possível, coloque em prática o quanto antes.


Escolas de idiomas e até academias de dança investiram na continuidade da prestação de serviço online. Seja com aulas gravadas ou ao vivo, a dinâmica é a mesma: os professores precisam manter a atenção e a motivação dos alunos. Forme grupos no WhatsApp e movimente-os com qualidade, incentivando a participação. 


É possível lucrar? 

Ué, por que não? Mas como os pequenos negócios dificilmente têm uma reserva de contenção e dependem do fluxo, conter despesas é essencial. Projete um cenário pessimista, um realista e um otimista para os próximos meses e calcule o que pode ser cortado. Renegocie o aluguel e contratos com fornecedores, estendendo o prazo para pagamento. 


Nessa tarefa de equilibrar as contas, não esqueça que evitar o ostracismo comercial é importante para alavancar a demanda por produtos e serviços que sua empresa oferece. Uma liquidação online de produtos parados no estoque pode ser uma saída. 

Especialistas apontam que a manutenção de empregos, mesmo que seja necessário reduzir o salário e jornada, dar férias antecipadas ou outras medidas que visem a sobrevivência, são indicadas. Desta forma, a economia se manterá em movimento. Fique em casa, mas não fique estagnado e vamos criar soluções para passar por mais essa crise. 

E quando passar? Uma reflexão sobre a Economia pós-pandemia acesse o link: https://www.innetcontabilidade.com.br/blog/noticias-contabilidade.html



InNet Contabilidade    ( https://www.innetcontabilidade.com.br/blog/noticia )

Uma reflexão sobe a economia pós-pandemia

Uma reflexão sobe a economia pós-pandemia
27/05/2020 por Cintia Vieira


E quando passar? Uma reflexão sobre a economia pós-pandemia

Vamos pensar no futuro e planejar as próximas ações para recuperar nossa economia

"A mudança é a lei da vida. Aqueles que olham apenas para o passado ou para o presente serão esquecidos no futuro". 

A frase de John F. Kennedy me motivou a escrever sobre o período pós-pandemia da Covid-19 que chacoalhou a economia mundial. Conhecemos o passado, estamos vivendo o presente, mas como será  o futuro? Tudo depende de medidas que permitam uma recuperação econômica. Você, empresário, é decisivo em um novo ciclo.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou um relatório que aponta previsões sobre quanto um surto “mais intenso e duradouro” poderia fazer o crescimento da economia mundial cair a 1,5% neste ano, metade do que se projetava antes da epidemia começar. 

Este cenário, adverte a OCDE, “poderia empurrar numerosas economias à recessão, incluídas as do Japão e zona do euro”. Se os efeitos do vírus perderem intensidade, a OCDE prevê que a economia se recuperará com um crescimento de até 3,3% em 2021.

Da quebra da bolsa de Nova York em 1929 (Grande Depressão) até o embargo do petróleo no conflito árabe-israelense em 1973, passando pela crise argentina em 2001-2002 e pela crise da dívida na Europa incitada pela Grécia em 2009-2010, não há qualquer surpresa nos reflexos negativos desses impactos. Minimizar perdas é questão de sobrevivência, mas precisamos tirar lições disso tudo. 

O Ibovespa acionou 6 vezes o circuit breaker- ferramenta que suspende o pregão por 30 minutos para tentar controlar a queda nas ações desde o início da pandemia. O governo brasileiro anunciou uma linha de crédito de R$40 bilhões para financiar a folha de pagamento de micro e pequenas empresas. Também foi lançado um Auxílio Emergencial, benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, para fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise. 

Sem precedentes, a situação econômica que o Brasil e o mundo deve enfrentar em breve em decorrência do Covid-19 não é das mais animadoras, mas um fato merece nossa atenção: nada será como antes. 

Com estabelecimentos fechados ou produção reduzida, a ameaça do desemprego está batendo à porta. Seja pessoa física ou jurídica, manter as reservas para emergências obtidas através de um planejamento, é uma vantagem. 

A educação financeira precisa ser sua companheira, tanto para sair do vermelho quanto para proporcionar menores riscos ao investir. Como ninguém sabe o dia de amanhã (e cada vez mais ele tem surpreendido), nos resta aprender algo com a situação vivida. Cortar excessos, não fazer dívidas e se concentrar em gastos de itens essenciais é um bom começo. Apesar do período de turbulência, poupe e invista quando possível.

Nesse período a equipe da Innet Contabilidade tem orientado micro e pequenas empresas em relação aos aspectos contábeis, tributários, financeiros, entre outros, permitindo um fôlego diante de tempos tão difíceis. Estamos juntos nessa. 


InNet Contabilidade    ( https://www.innetcontabilidade.com.br/blog/noticia )

Como realizar um plano de negócios de sucesso?

Como realizar um plano de negócios de sucesso?
20/05/2020 por Cintia Vieira - Innet Contabilidade


Revelamos quais pontos de um plano de negócios não devem ser subestimados para projetar seu empreendimento.

Criatividade e inovação não bastam ao mercado. Formatar um plano de negócios permite projetar os passos que serão dados, visualizar os pontos fortes e fracos e antecipar-se desafios que possam existir. Parece desperdício de tempo “quebrar a cabeça” com essa iniciativa, mas ela trará resultados que serão sentidos em seu empreendimento. Busca investidores? Elaborar o plano de negócios também é essencial para a análise de viabilidade da ação, considerando estratégia, mercado, operações e gestão financeira. 

Mas o que é um plano de negócios na prática? 

Vamos direto ao ponto: o plano de negócios é um documento em que são registradas as informações sobre sua empresa, os objetivos e quais caminhos serão seguidos. Colocar um projeto no papel ou no computador faz toda a diferença, porque nesta etapa inicial é que a viabilidade do negócio será validada. Convenhamos que ninguém quer investir em um empreendimento sem uma base sólida. 

O plano de negócios é um instrumento para compreender a lógica do mercado, questões técnicas de funcionamento, projeção de retorno financeiro, entre outras possibilidades. Conheça, a seguir, outras vantagens de estabelecer um plano de negócios: 

Simulação de cenários favoráveis e não favoráveis

Alinhamento de informações (e expectativas) entre sócios

Proporciona um acompanhamento comparativo

Facilita a captação de financiamento


Como fazer um plano de negócios? 

Para estabelecer um plano de negócios eficiente, é fundamental seguir alguns passos e responder muitas perguntas. Um plano de negócios completo é composto por sumário executivo, análise de mercado, plano de marketing, plano operacional, plano financeiro e análise. 

Você deve ter notado que a palavra análise se repete. Não é um erro, muito pelo contrário, é ela quem amplia suas chances de sucesso. Quando achar que tudo está pronto, analise novamente. Não desperdice essa oportunidade!

Agora vamos aos passos e explicações em cada etapa. 

Sumário executivo

Ele deve ser breve, mas contém informações essenciais como a listagem de produtos e serviços que serão oferecidos ao mercado, quais seus benefícios e diferenciais, qual a missão de seu negócio, quais são os clientes que visa atingir, qual o investimento total, enquadramento tributário, entre outros pontos. 

Análise de mercado

Neste momento você vai descrever seus clientes, a concorrência e o relacionamento com fornecedores. Baseie-se em pesquisa, aplicando questionários, tirando lições valiosas para seu negócio. 

Sobre os clientes: São pessoa física ou jurídica? Qual sua faixa etária, gênero, escolaridade e estado civil? Qual dor o meu produto ou serviço visa atender nos clientes? 

Sobre a concorrência: Qual a qualidade do produto ou serviço? Qual o preço? O que faz os clientes optarem por eles ou deixarem de comprar? 


*Dica de ouro: você pode testar comprando um produto ou serviço do seu concorrente, mas também pode analisar as mídias sociais. O que os clientes andam falando dele? Quais os pontos fortes e os fracos? Quais ações mais engajam e fortalecem o relacionamento? Fique de olho nesse rico material disponibilizado gratuitamente a você. 

Sobre fornecedores: Quem são os fornecedores que preciso? Quais as quantidades mínimas para pedido? Qual o prazo de entrega? Quais oferecem os melhores preços com qualidade? Quais outros fornecedores posso manter contato para não depender exclusivamente de um? 

Plano de marketing


De acordo com o Sebrae, três etapas não podem ser esquecidas: planejamento, implementação e avaliação. No planejamento é que a matriz SWOT será definida, estabelecendo público-alvo, posicionamento de mercado, objetivos e metas, marca e estratégias de marketing. A implementação é a etapa na qual se executam as estratégias de marketing, que devem assegurar a realização dos objetivos e das metas da empresa. O plano de ação é desenvolvido com base na especificação das atividades a serem desempenhadas, no seu período de execução, na forma como serão feitas, quem as fará e com que custo. A avaliação verifica quais ações foram executadas de acordo com o planejamento. 

Algumas questões a serem respondidas nesta etapa são: O que é o meu produto ou serviço e como eu posso o descrever? O preço está adequado à qualidade? Como ele se destaca da concorrência? Vou vender em loja física ou online? Haverá entrega?

Plano operacional

O plano operacional descreve como a empresa está estruturada: localização, instalações físicas e equipamentos. O empresário também faz estimativas sobre a capacidade produtiva ou de quantos clientes consegue atender por mês, qual o tempo demandado para a realização do processo de venda ou prestação de serviço, além de traçar quantos serão os funcionários e as tarefas de cada um (assim como a qualificação). 

Sua produtividade depende desta análise aprofundada e constante.

Plano financeiro

Contendo estimativas de custos iniciais, despesas, receitas, capital de giro, fluxo de caixa e lucros, o plano financeiro apresenta ao empreendedor o quanto ele deve investir para concretizar seu projeto e se manter em funcionamento por um determinado período sem quebrar. 

Não se esqueça de incluir investimentos fixos e variáveis, como a sazonalidade que pode influenciar seus cálculos. Quanto mais detalhado, menos chances de insucesso mesmo em cenários desfavoráveis. 

Análise

Você já passou um bom tempo alimentando o plano de negócios com informações, agora chegou o momento de criar cenários com situações adversas para pensar em alternativas, como já ensaiamos no item anterior. Essa é a hora de se preparar! 

Com tudo em mãos, você sente que chegou a sua hora? Se sim, desejamos que seu empreendimento seja um sucesso! Mesmo diante de qualquer insegurança, conte com a Innet Contabilidade para prestar uma consultoria especializada e realizar seu sonho.

#contabilidadeconsultiva #contabilidadesemmedo #planejamentoempresarial 



Innet Contabilidade    ( https://www.innetcontabilidade.com.br/blog/noticia )

Como a economia Brasileira X Covid-19

Como a economia Brasileira X Covid-19
08/04/2020 por Cintia Vieira


Veja quais são as medidas já divulgadas pelo governo brasileiro para que a economia consiga se manter em movimento em tempos de pandemia mundial. 


Além da luta para conter o avanço da pandemia mundial causada pela Covid-19, o governo brasileiro está criando medidas para que a economia não acumule resultados negativos. Se apenas os serviços e atividades essenciais permanecem abertos diante do distanciamento e isolamento social, as medidas do Ministério da Economia garante que não fiquemos estagnados, assistindo aos milhares de empregos perdidos.


Com tanta informação divulgada, será que você conseguiu acompanhar todos os fatores relevantes que impactam sua vida? É por isso que separei os pontos mais importantes para compartilhar.


Auxílio emergencial aprovado


No dia 1º de abril foi sancionado o projeto de lei que institui o auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais, desempregados, microempreendedores individuais (MEIs) de famílias de baixa renda e trabalhadores intermitentes que estejam inativos no momento e, portanto, sem receber. Mães que sejam as únicas responsáveis pelo sustento de suas famílias poderão receber até R$1200. O auxílio emergencial deve chegar para 54 milhões de brasileiros.


O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal e as datas de saque podem ser consultadas através de um aplicativo que permitirá o cadastramento. O banco também lançou uma página na internet para fazer a inscrição e uma central de atendimento telefônico (número 111) para a retirada de dúvidas.


Link para baixar o aplicativo para celulares Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio


Link para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple): https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331


    Importante: não clique em links ou preencha formulários enviados por redes sociais com promessas de recebimento do auxílio emergencial. Golpistas estão se aproveitando do momento de vulnerabilidade para roubar dados. Consulte sempre fontes confiáveis.


 Medida para manutenção de empregos


As Medidas Provisórias nºs 935 e 936 foram publicadas para garantir a complementação de salários aos trabalhadores que terão suas cargas horárias e remunerações reduzidas por até três meses. Acordos individuais e coletivos serão negociados para estabelecer as reduções de 25%, 50% e 70%, conforme as faixas salariais dos trabalhadores. O valor da hora de trabalho será preservado. A iniciativa atinge 24,5 milhões de trabalhadores e alcança, inclusive, os trabalhadores domésticos.


A MP 936 também permite a suspensão do contrato de trabalho, por no máximo dois meses, com o pagamento de 100% do valor respectivo do seguro-desemprego. No entanto, o valor do seguro-desemprego dos trabalhadores não será impactado. Os recursos utilizados pelo programa serão custeados pelo Tesouro Nacional.


Linha de crédito para empresas


De acordo com a Agência Senado, o governo federal criou uma linha de crédito de R$ 34 bilhões para garantir o pagamento dos salários em empresas com receita anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões durante a pandemia do coronavírus. Para ter acesso ao Programa Emergencial de Suporte a Empregos, o empresário fica impedido de demitir funcionários por pelo menos 60 dias, conforme descrito na MP 944/2020.


Isenção do IOF


O tributo, que é pago ao fazer um empréstimo, comprar moeda estrangeira ou contratar seguro, está isento para operações de crédito por 90 dias. A medida está alinhada ao amplo programa de linhas de crédito especiais que o governo vai oferecer ao setor produtivo, com juros reduzidos. Na prática, a medida do Decreto 10.305 vai reduzir ainda mais o custo das operações de crédito. O impacto total da desoneração é de R$ 7 bilhões.


É o momento de rever cronogramas, inclusive sobre a entrega da declaração do Imposto de Renda que foi prorrogada e passou de 30 de abril para 30 de junho. E você, como está unindo esforços para conter o avanço da Covid-19 e evitar o colapso econômico? Esclareça todas as dúvidas e não hesite em buscar auxílio profissional para receber orientações que podem salvar seus negócios. A Innet Contabilidade está à disposição.


InNet Contabilidade    ( https://www.innetcontabilidade.com.br/ )

Site oficial para solicitar benefício emergencial

Site oficial para solicitar benefício emergencial
07/04/2020 por Cintia Vieira


SAIU: Site oficial para solicitar benefício de renda emergencial está on-line [https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio] ‼

A Caixa Econômica Federal disponibilizou o site em que informais, autônomos e MEIs podem solicitar o auxílio emergencial de R$ 600. As pessoas que não estavam no Cadastro Único até 20/03, mas que têm direito ao auxílio, poderão se cadastrar no site https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio ????

Esse é o oficial, se apresentar lentidão é pela quantidade de acessos, então pode confiar!

Tem ainda os aplicativos:

???? Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

???? Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple): https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331

Tem também o telefone 111 para tirar dúvidas dos trabalhadores sobre o auxílio emergencial. ☎

A ideia é que o pagamento seja feito até 48 horas depois da conclusão do cadastro no aplicativo. O benefício será depositado em contas poupança digitais. ATENÇÃO: Os beneficiários do Programa Bolsa Família não precisarão baixar o aplicativo ou refazer cadastros, será automático. Os primeiros pagamentos podem iniciar nesta terça-feira (07/03), mas a Caixa vai detalhar como serão feitos.

Relembrando quem pode solicitar! 

Para ter acesso ao auxílio, a pessoa deve cumprir os seguintes requisitos:

➡ Ser maior de 18 anos de idade;

➡ Não ter emprego formal;

➡ Trabalhadores intermitentes que estão com o vínculo inativo;

➡ Não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;

➡ Renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);

➡ Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

A pessoa candidata deverá ainda cumprir UMA dessas condições:

➡ Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);

➡ Exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI);

➡ Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS);

➡ Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.


Não terão direito:

➡ Trabalhadores com carteira assinada;

➡ Beneficiários BPC/LOAS;

➡ Aposentados.


Cintia Vieira da InNet Contabilidade


InNet Contabilidade    ( https://innetcontabilidade.com.br/blog/noticias-co )

Prorrogação para recolhimento do Simples Nacional

Prorrogação para recolhimento do Simples Nacional
27/03/2020 por Cintia Vieira


Comitê Gestor do Simples Nacional aprova Resolução nº 152/2020 - 19/03/2020


Em função dos impactos da pandemia do Covid-19, o Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) aprovou em reunião virtual a Resolução CGSN nº 152, de 18 de março de 2020, que prorroga o prazo para pagamento dos tributos federais no âmbito do Simples Nacional .

Com isso, os tributos federais apurados no Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (PGDAS-D) e Programa Gerador do DAS para o MEI (PGMEI) ficam prorrogados da seguinte forma:

I – o Período de Apuração Março de 2020, com vencimento original em 20 de abril de 2020, fica com vencimento para 20 de outubro de 2020;

II – o Período de Apuração Abril de 2020, com vencimento original em 20 de maio de 2020, fica com vencimento para 20 de novembro de 2020; e

III– o Período de Apuração Maio de 2020, com vencimento original em 22 de junho de 2020, fica com vencimento para 21 de dezembro de 2020.

Enfatiza-se que o período de apuração (PA) Fevereiro de 2020, com vencimento em 20 de março de 2020, está com a data de vencimento mantida.

Ato Declaratório Executivo da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil orientará os procedimentos operacionais a serem adotados pelos contribuintes para cumprimento dos efeitos da Resolução.

A Resolução CGSN nº 152, de 18 de março de 2020, foi encaminhada para publicação no Diário Oficial da União.


 

SECRETARIA-EXECUTIVA DO COMITÊ GESTOR DO SIMPLES NACIONAL


Receita Federal    ( www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional )