INFORMATIVO

Como avaliar de forma eficiente o desempenho dos meus funcionários?

É trabalho de um bom líder saber avaliar corretamente o desempenho de seus funcionários, tal como aprimorá-los e torna-los profissionais mais capacitados; afinal de contas, são eles, também, os responsáveis pela manutenção da empresa.

Mas como avaliar de forma eficiente o desempenho dos meus funcionários?

É exatamente o que explicaremos, através de alguns passos, a seguir.

  1. Metas e objetivos claros:

Se a sua empresa tem uma meta, mas seu funcionário não está corretamente alinhado a ela, ou seja, seus esforços não estão direcionados à concretização da mesma, sua empresa não sairá do lugar. Portanto as metas precisam estar claras para todos os membros da empresa, para que possam, juntos, trabalhar em prol do mesmo objetivo.

Agora que cada um já tem em mente o que precisa realizar, cabe ao líder fazer o acompanhamento para checar se, além de já saberem o que tem de ser feito, os funcionários estão fazendo o que tem que ser feito, e isso envolve a supervisão do gestor, daquele responsável pela coordenação dos funcionários.

  1. Avaliação por competência:

Dentro do método Avaliação por competência, existe uma sigla, chamada CHA, que se trata da junção de três pontos, a saber, conhecimento, habilidade e atitude, que pode ser utilizada para medir a performance dos colaboradores, funcionários da empresa.

O intuito desse tipo de avaliação é descobrir quais são as qualidades técnicas dos funcionários, as atividades as quais eles mais têm mais facilidade em realizar, as funções as quais mais têm facilidade em desempenhar.

Desse modo, também poderão ser descobertos quais os pontos os quais os funcionários devem se aprimorar para melhor executar os seus afazeres, e assim evoluírem profissionalmente.

  1. Avaliação por comportamento:

Essa avaliação busca analisar o indivíduo segundo suas habilidades, não técnicas, mas comportamentais.

Também chamadas de soft skills, essas habilidades nos mostram como é a personalidade do funcionário; como ele, por exemplo, se comporta com os demais funcionários, como controla as suas emoções, como gerencia o seu tempo e como lida sob pressão.

  1. Importância dos feedbacks:

Muitos podem pensar que essa é uma etapa não muito importante; que não representa mudança significativa no desempenho dos funcionários; não podem estar mais enganados. Mas aqui, nós iremos ressaltar, principalmente, a importância deste feedback: o positivo.

Quando simplesmente criticamos a atuação de algum funcionário, ou, além disso, criticamos a sua atuação sem oferecer os meios de ação para que ele possa mudar, estamos anulando a sua possibilidade de aprimoramento. Tudo está na forma de falar. Você poderia me perguntar, enfático: “Como dar um feedback positivo para o meu funcionário sendo que ele, de fato, está fazendo um péssimo trabalho?!” E, sim, está correto.

Mas o que você pode não saber é que dar um conselho a esse funcionário, explicar quais os pontos que ele deve melhorar e oferecer os meios pra que possa fazê-lo é muito mais eficiente do que simplesmente criticá-lo. Uma crítica “convencional” é, quase sempre, muito mais ineficiente do que uma crítica em forma de conselho.

Skip to content